Concepção, Gestação, Bebê e Infância
Casal e Família
Relações de Gênero
Sexualidade Humana
DST's & AIDS
Métodos Contraceptivos
Estresse & Ansiedade
Medos & Fobias
Saúde & Prevenção
Hábitos e Disfunções Alimentares
Qualidade de Vida
Neurociências
Dependência química
Farmacologia
Psicologia Organizacional
Psicologia Acadêmica
Psicologia do Trânsito
Ética & Legislação
Direitos e Declarações Universais
Instituições
Notícias
Indicações Bibliograficas
Utilidade pública
Normas e Responsabilidades
Sobre o Site



Marcos A. L. Renna - Contato: 2965-4042 / 98458-4892
DSM-IV
4ª Edição
Home » DSM-IV » Abstinência de Cafeína

Abstinência de Cafeína

Abstinência de Cafeína

 

Características

 

O aspecto essencial é uma síndrome característica de abstinência devido à cessação ou redução abrupta no uso de produtos contendo cafeína após um uso diário prolongado. A síndrome inclui cefaléia e pelo menos um dos seguintes sintomas: acentuada fadiga e sonolência, acentuada ansiedade ou depressão, náusea ou vômitos. Esses sintomas parecem ser mais prevalentes em indivíduos com uso pesado (500mg/dia), mas podem ocorrer em indivíduos com uso leve (100mg/dia). Os sintomas podem causar sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo no funcionamento social ou ocupacional ou em outras áreas importantes da vida do indivíduo. Os sintomas não devem ser decorrentes dos efeitos fisiológicos diretos de uma condição médica geral, nem devem ser melhor explicados por outro transtorno mental.

 

Características Associadas

 

Os sintomas associados incluem um forte anseio por cafeína e um desempenho cognitivo piorado (especialmente em tarefas de vigilância). Os sintomas podem iniciar dentro de 12 horas após a cessação do uso de cafeína, atingir um pico em torno de 24-48 horas e durar até 1 semana. Alguns indivíduos podem buscar tratamento médico para esses sintomas, sem perceberem que são causados pela cafeína.

 

Diagnóstico Diferencial

 

No DSM-IV, os indivíduos cuja apresentação satisfaz esses critérios para pesquisas seriam diagnosticados como tendo Transtorno Relacionado à Cafeína Sem Outra Especificação.

Para uma discussão geral do diagnóstico diferencial de Transtornos Relacionados a Substâncias. Os sintomas não devem ser decorrentes dos efeitos fisiológicos diretos de uma condição médica geral (por ex., enxaqueca, doença viral), nem devem ser melhor explicados por outro transtorno mental. Dores de cabeça, fadiga, náusea ou vômitos devido a uma condição médica geral ou ao início ou cessação de um medicamento podem causar um quadro clínico similar à abstinência de cafeína. Os sintomas de sonolência, fadiga e alterações do humor por abstinência de cafeína podem imitar a Abstinência de Anfetamina ou de Cocaína. O relacionamento temporal dos sintomas com a cessação do uso de cafeína e o curso de tempo limitado dos sintomas geralmente estabelecem o diagnóstico. Se o diagnóstico não está claro, um teste diagnóstico com cafeína pode ser útil.

 

Critérios para pesquisas para abstinência de cafeína

 

A. Uso diário prolongado de cafeína.

 

B. Cessação abrupta do uso de cafeína ou redução na quantidade de cafeína usada, prontamente seguida de cefaléia e pelo menos um dos seguintes sintomas:

(1) fadiga ou sonolência acentuada

(2) ansiedade ou depressão acentuada

(3) náusea ou vômito

 

C. Os sintomas no Critério B causam sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo no funcionamento social ou ocupacional ou em outras áreas importantes da vida do indivíduo.

 

D. Os sintomas não são devido aos efeitos fisiológicos diretos de uma condição médica geral (por ex., enxaqueca, doença viral), nem são melhor explicados por outro transtorno mental.


Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do amigo:

E-mail do amigo:

Mensagem:

Código de segurança (Repita o código):
 


Home :: Eventos :: Dicionário :: DSM-IV :: CID-10 :: Contato               PsicNet - Todos os direitos reservados