Concepção, Gestação, Bebê e Infância
Casal e Família
Relações de Gênero
Sexualidade Humana
DST's & AIDS
Métodos Contraceptivos
Estresse & Ansiedade
Medos & Fobias
Saúde & Prevenção
Hábitos e Disfunções Alimentares
Qualidade de Vida
Neurociências
Dependência química
Farmacologia
Psicologia Organizacional
Psicologia Acadêmica
Psicologia do Trânsito
Ética & Legislação
Direitos e Declarações Universais
Instituições
Notícias
Indicações Bibliograficas
Utilidade pública
Normas e Responsabilidades
Sobre o Site



Marcos A. L. Renna - Contato: 2965-4042 / 98458-4892
DSM-IV
4ª Edição
Home » DSM-IV » Diagnóstico Diferencial para Discinesia Tardia Induzida por Neurolépticos

Diagnóstico Diferencial para Discinesia Tardia Induzida por Neurolépticos

Diagnóstico Diferencial para Discinesia Tardia Induzida por Neurolépticos

A discinesia que surge durante a abstinência de neurolépticos pode remitir com a abstinência prolongada. Se a discinesia persistir por pelo menos 4 semanas, um diagnóstico de Discinesia Tardia pode ser indicado. A Discinesia Tardia Induzida por Neurolépticos deve ser distinguida de outras causas de discinesia orofacial e corporal. Essas condições incluem doença de Huntington; doença de Wilson; coréia de Sydenham (reumática); lúpus eritematoso sistêmico, tirotoxicose; envenenamento por metais pesados; dentaduras mal ajustadas; discinesias devido a outros medicamentos tais como L-dopa, bromocriptina ou amantadina; e discinesias espontâneas. Os fatores que podem ser úteis na distinção são evidências de que os sintomas precederam a exposição ao medicamento neuroléptico ou da presença de outros sinais neurológicos. Cabe notar que outros transtornos dos movimentos podem coexistir com a Discinesia Tardia Induzida por Neurolépticos. Como uma discinesia espontânea pode ocorrer em mais de 5% dos indivíduos e é mais comum em pessoas idosas, pode ser difícil provar que os medicamentos neurolépticos produziram a Discinesia Tardia em determinado indivíduo. A Discinesia Tardia Induzida por Neurolépticos deve ser distinguida de sintomas devido a um transtorno dos movimentos induzido por neurolépticos (por ex., Distonia Aguda Induzida por Neurolépticos ou Acatisia Aguda Induzida por Neurolépticos). A Distonia Aguda Induzida por Neurolépticos desenvolve-se em 7 dias e a Acatisia Aguda Induzida por Neurolépticos desenvolve-se dentro de 4 semanas após o início ou aumento da dose de um medicamento neuroléptico (ou redução da dose de um medicamento usado para tratar sintomas extrapiramidais agudos). A Discinesia Tardia Induzida por Neurolépticos, por outro lado, desenvolve-se após a exposição a medicamento neuroléptico (ou abstinência) em indivíduos com uma história de uso de neurolépticos por pelo menos 3 meses (ou 1 mês em pessoas idosas).

Critérios para pesquisas para 333.82 Discinesia Tardia Induzida por Neurolépticos

A. Movimentos involuntários da língua, mandíbula, tronco ou extremidades, desenvolvidos em associação com o uso de medicamentos neurolépticos.

B. Os movimentos involuntários estão presentes por um período mínimo de 4 semanas e ocorrem segundo qualquer um dos seguintes padrões:

(1) movimentos coreiformes (isto é, rápidos, espasmódicos e não-repetitivos)

(2) movimentos atetóides (isto é, lentos, sinuosos e contínuos)

(3) movimentos rítmicos (isto é, estereotipias)

C. Os sinais e sintomas nos Critérios A e B desenvolvem-se durante a exposição a um medicamento neuroléptico ou dentro de 4 semanas após a abstinência de um medicamento neuroléptico oral (ou dentro de 8 semanas após a abstinência de um medicamento depot).

D. Houve exposição a um medicamento neuroléptico por pelo menos 3 meses (1 mês se o indivíduo tem 60 anos ou mais).

E. Os sintomas não são devido a uma condição neurológica ou uma condição médica geral (por ex., doença de Huntington, coréia de Sydenham, discinesia espontânea, hipertiroidismo, doença de Wilson), dentaduras mal ajustadas ou exposição a outros medicamentos que causam discinesia reversível (por ex., L-dopa, bromocriptina). Evidências de que os sintomas são devido a uma dessas etiologias poderiam incluir as seguintes: os sintomas precedem a exposição a um medicamento neuroléptico ou presença de sinais neurológicos focais inexplicáveis.

F. Os sintomas não são melhor explicados por um transtorno agudo dos movimentos induzido por neurolépticos (por ex., Distonia Aguda Induzida por Neurolépticos, Acatisia Aguda Induzida por Neurolépticos).


Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do amigo:

E-mail do amigo:

Mensagem:

Código de segurança (Repita o código):
 


Home :: Eventos :: Dicionário :: DSM-IV :: CID-10 :: Contato               PsicNet - Todos os direitos reservados